Terça, 21 de agosto de 2018
63 98500 8112
Saúde

23/07/2018 às 21h25

2.553

Redacao

Palmas / TO

Mães formam filas em postos de saúde em busca da vacina contra meningite
Muitos pais resolveram chegar horas antes das salas de vacina abrir. Capital tem mais de 2 mil crianças à espera da medicação, mas recebeu somente 300 doses; entenda.
Mães formam filas em postos de saúde em busca da vacina contra meningite
Mães e crianças aguardando vacina em posto de saúde (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)

Muitas mães resolveram amanhecer o dia na porta dos postos de saúde de Palmas para tentar conseguir uma dose da vacina contra a meningite. "Cheguei 5h59, mas consegui. Fui a primeira", comentou Cláudia Pinheiro. 


 A corrida às unidades de saúde ocorreu porque a Secretaria Municipal de Saúde recebeu apenas 300 doses da vacina. Embora, tenha cerca de 2 mil crianças à espera da medicação na cidade.


"Eu vim à procura da vacina e não tinha. Aí fiquei sabendo que havia chegado cinco doses e vim para vacinar ele", disse a funcionária pública Geisely Gomes, mãe do Davi Lucas.


A quantidade de doses, segundo a secretaria de saúde do município, não é suficiente e filas foram registradas nos postos de saúde. "A nossa demanda mensal é de 1 mil a 1,2 mil doses por mês. Nós já estamos com uma demanda reprimida desde maio, porque o estoque não está regularizado", explicou Juliana Araújo, enfermeira da central de vacinas de Palmas.


A procura pelas doses foi grande em vários postos de saúde da capital durante a manhã. "Estou esperando há um bom tempo porque ele deveria tomar com cinco meses, mas já está com oito e até agora não tomou", disse a dona de casa Karolaine de Araújo.


 


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



A técnica de enfermagem Irene Rosa, responsável por aplicar a vacina, acredita que as doses vão acabar hoje mesmo no posto de saúde onde ela trabalha. "Já foram três. Só temos três unidades", disse.


Casos de meningite


Em 2018, o Tocantins tem sete casos da doença confirmados. Quatro foram registrados neste mês de julho, sendo três em Colinas do Tocantins. As vítimas estão internadas no Hospital de Doenças Tropicais de Araguaína. Uma delas tem 12 anos, está em estado grave. O quarto caso foi em Itacajá.


O repasse das doses ao Tocantins está sendo insuficiente há pelo menos três meses. Na semana passada, o Estado recebeu do Ministério da Saúde 4,2 mil doses da vacina. A remessa foi bem menor do que o pedido feito pela Secretaria de Saúde do Tocantins, pois foram solicitadas pelo estado 25 mil doses da vacina. A medicação foi distribuída proporcionalmente aos municípios.


O Ministério da Saúde afirmou que os repasses estão sendo reduzidos devido atrasos na entrega pelo laboratório produtor da vacina, Fundação Ezequiel Dias (FUNED).


"A previsão é que a situação seja normalizada no próximo mês de agosto, em todo o país. Para municípios que estão com estoque reduzido, a orientação do Ministério da Saúde é realizar o agendamento da vacinação de acordo com a disponibilidade das doses", afirmou o ministério em nota.


 


Veja mais notícias da região no Portal Agência Tocantins.


 


FONTE: G1/TO

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
RAPIDINHAS
Postada em 06/08/2018 ás 07h33

Tocantins estado para onde muitas pessoas vieram na década dos anos 90, atrás de conseguir realizar seus sonhos e conseguir a tão sonhada casa própria e mudar de vida, em meio a um cerrado ainda sendo desbravado por nortistas, sulistas, nordestinos, pessoas vindas de todas as regiões do país, para uma terra que antes era conhecida como o corredor da miséria, pelos então moradores da região sul do Estado de Goiás.[

Terra essa, que durante alguns anos fora comandada por verdadeiros coronéis, que interromperam as realizações dos sonhos de diversos pioneiros que aqui acreditaram, é nesse pleito querem retornar ao poder no intuito de alimentar as suas ganâncias e realizar seus desejos individuais, estarão indo às ruas, batendo de porta em porta, na televisão, nos rádios e nas redes sociais para mais uma vez enganarem os sofridos pioneiros que no passado acreditara em suas promessas, que até hoje nunca ser responsabilizaram em cumprir e realmente trabalhar em prol de todos.

Postada em 03/08/2018 ás 12h19

Tudo está muito louco. Pré candidato que lutava contra a "velha política" e xingava os políticos tradicionais uniu-se a eles em nome de um projeto de poder.  O que também e pré-candidato o Juiz que criou a lei da ficha limpa para barrar políticos envolvidos em corrupção de participar do processo eleitoral se alia a esses políticos que ele tentou barrar. Vai enternder 

Postada em 31/07/2018 ás 17h35

O Bico do Papagaio é uma região bonita e rica, porém, sem investimento por parte do poder público para explorar suas potencialidades. Até o presente momento nossa região foi tratada apenas como um garimpo de votos, onde se vem extrai os votos e depois é esquecida pelos próximos quatro anos.

Precisamos de um representante que não veja o Bico do Papagaio somente como um lugar para angariar votos, mas que esses votos conseguidos aqui se transformem em benefícios para a Região.

Postada em 31/07/2018 ás 03h38

Conforme o Delegado responsável pelo caso,  o indivíduo é suspeito de ter mantido relações sexuais com a menor, mediante violência imprópria, isto é, após ter embriagado agarota de apenas 12 anos de idade.

Postada em 29/07/2018 ás 21h13

Dois carros bateram de frente na avenida Teotônio Segurado na manhã deste domingo (29). O acidente aconteceu ao lado do estádio Nilton Santos, no trecho onde a avenida tem pista única, próximo à ponte que dá acesso à região sul da capital. Conforme os bombeiros, um homem teve ferimentos mais graves e foi levado para o Hospital Geral de Palmas.

Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados - Agência Tocantins - Contatos: (63) 98500-8112 – Email: [email protected]