Terça, 11 de dezembro de 2018
63 98500 8112
Galeria

14/07/2018 às 22h10

Redação

Palmas / TO

Pratos do 12º Festival Gastronômico de Taquaruçu fazem sucesso na ação de divulgação na Praia da Graciosa

 


Com muita criatividade e ingredientes queridinhos pelos palmenses, os chefs que participam neste final de semana da ação de divulgação do 12º Festival Gastronômico de Taquaruçu (FGT), na Praia da Graciosa. Onde as pessoas podem experimentar algumas das delícias que estarão concorrendo ao melhor prato deste ano. A ação é uma iniciativa da Agência Municipal de Turismo (Agtur), em parceria com os participantes do FGT, e acontecerá nos dois próximos finais de semana, sendo o primeiro até domingo, 15, das 18 às 22 horas, dentro da programação do Palmas Férias 2018.


Com bom humor, a chef Maria do Bonfim comemora a aceitação do seu prato, o “Arroz Maria Bonita”, segundo ela, a preparação teve a inspiração no prato preferido pelo rei do cangaço, preparado por Maria Bonita todos os dias cedo para dar “sustância” ao dia cheio que Lampião tinha todos os dias. “Meu netinho estava com fome, aí fui olhar na geladeira tinha carne de sol, queijo e creme de leite, então misturei tudo e ele amou, então quando fui me inscrever para o FGT, pesquisei e vi que era mais ou menos o que Maria Bonita preparava para o Lampião, então, acrescentei a banana frita, e está sendo um sucesso aqui na divulgação”, afirmou a Chef.


E, criatividade é o que não falta aos chefs. A Helen Feitosa fez uma desconstrução do tradicional nhoque que conhecemos, e não foi só isso, para o preparo da massa ela trocou a batata por mandioca, e não parou por aí, ela ao invés de fazer em pequenos cubinhos tradicionais da receita, deixou a massa de tamanho grande, e no recheio nada menos que a nossa famosa carne de sol, banana da terra, queijo, requeijão e molho de tomate, e para fechar com chave de ouro, castanha do Pará, e assim, ao preço de R$ 5,00, quem passava por lá dificilmente resistia a este maravilhoso quitute. 


“Busquei inspiração nos ingredientes que os palmenses mais gosta, e a divulgação está sendo maravilhosa, foi muito bom ter este evento, assim, as pessoas já experimentam, e já vão lá no FGT comer novamente, ou indicam aos amigos e familiares”, disse confiante a chef. 


Nadja Cecim que estava com a família experimentando as delícias nos conta que eles experimentaram várias receitas, como o pastel sertanejo, risoto e moqueca, e afirma que é difícil escolher o melhor, até a netinha de 1 ano e 3 meses não resistiu às tentações, e comeu também. “Achei muito bom ter esta divulgação aqui no centro da cidade, pois ainda não fui no FGT, e agora tive a oportunidade de saber como é, e experimentar os pratos, estão todos de parabéns”, disse Nadja.


As irmãs Ione e Neloisa Cecim, de Belém-PA, que estão a passeio na cidade pela quarta vez, ficaram encantadas com as comidas e elogiaram a iniciativa e organização do evento. “Está ótimo aqui, encontramos comidinhas diferentes, e podemos provar as comidas típicas do Tocantins em um só lugar”, enfatizou a turista.


O microempreendedor Aparecido dos Santos, que possui um food truck de hambúrguer, comemora o sucesso de vendas no local. Santos não quis revelar valores, mas afirmou que na primeira noite as vendas já superaram suas expectativas, e na segunda o movimento também foi muito bom. “Tenho um estabelecimento fixo, e o trailler é só para evento, e ter eventos todos os finais de semana no mês de julho nos ajuda muito, é sempre bom ter uma renda extra, estamos animados com esta ação aqui”, comemora o microempreendedor. 


E, não é só comida que o visitante pode encontrar no espaço, as artesãs do projeto “Casa do Artesão” de Taquaruçu, estão participando do evento, com várias peças de capim dourado, crochê, dentre outras. Segundo a artesã, Mariza Ferreira, a procura está sendo muito boa, e tem recebido bastante turistas. “A procura tem sido boa, tivemos muitos turistas aqui olhando nossas peças, principalmente de São Paulo e Rio Verde, estamos otimistas com o evento”, disse a artesã.


Ação de divulgação FGT 


Segundo a diretora de Promoção e Eventos da Agtur, Renata Oliveira, esta ação trata-se de um pré-lançamento dos pratos, onde a cada final de semana, 15 participantes poderão comercializar os pratos que concorrerão aos melhores do 12º FGT nas suas respectivas categorias. Ela ainda ressalta que serão mini porções, com preços reduzidos, ou seja, cada uma delas serão comercializadas no valor de R$ 5 a R$ 7,00. 


Para o presidente da Agtur, Eudes Assis, a intenção é aproveitar o fluxo de pessoas que passam pela Praia da Graciosa, tanto os palmenses, quanto os turistas, muitos deles vindos de outros municípios do Tocantins, para convidá-las para o festival, e também que eles tenham a oportunidade de experimentar as delícias que serão servidas durante o evento. “Em um lugar tão frequentado como este, a divulgação do evento se amplia”, ressaltou Assis. 


Confira os participantes do 1º Final de semana - até domingo, 15 


Jandira Aires Leite Marques - Casquinha de Surubim


Marly Pereira da Cruz    - Moqueca Tocantinense


 


Aloncio Mendes Junior - Lasanha de Banana da Terra


Marcos Vinicius Almeida Silva - Pastel de Banana Sertaneja


Alan Pereira Martins de Sousa - Pastel Nego do Cerrado


Evanilde Ferreira Alves - Risoto caipira


Tallyta Silvestre Martins - Panelinha (Palmas pra você)


Helen Feitosa de Carvalho - Nhoque Santa Ideia


Rosane Barradas da Silva - Tomate com Carne de Sol


Maria Bomfim de Araujo - Arroz Maria Bonita


Mirian Moreira Silvestre - Taça Sabor do Cerrado


Priscilla Billig - Acarassera Tocantinense


Maria Luzanete Alves Araujo - Pastel Segredinho do Cerrado


Rosangela Rodrigues Coutinho - Pato ao Abacaxi


Mailon Sousa de Araujo - Panelinha do Cerrado


 


 

Clique nas imagens abaixo para ampliar:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
RAPIDINHAS
Postada em 24/11/2018 ás 14h37

A coisa está ficando insustentável. Com o governo sofrendo investigações e seus aliados envolvidos em escândalos que vai de depósito ilegal de resíduos hospitalares à apologia à pedófilia, a única saída possível e honrosa diante de tanto descalabro, que só tende a aumentar, é a cassação.

Não podemos estar sob as ordens de um governo que está moralmente abaixo de nós. As denúncias de obstrução de Justiça, concessão de contrato sem licitação para uma empresa da família de um aliado que culminou em um crime ambiental e denúncia por supostos crimes eleitorais já são fatos suficientes para que não tenhamos esse governo como legítimo.

 

Keops Mota

Postada em 08/11/2018 ás 12h55

Carlesse mente

Mauro valesse queria apenas poder sobre os bois e idiotas do Tocantins.

Depois de eleito Mauro Carlesse se tornou soberbo e arrogante e recebe apenas pessoas ligadas ao agrobusiness.

Valesse não é aquele homem humilde e correto que imaginávamos,Ele é um lobo branco disfarçado de ovelha e ao que parece será bem pior que Marcelo Miranda e não vai se sustentar no poder.

Mauro Carlesse prometeu defender e respeitar os funcionários públicos perseguidos e humilhados por Marcelo Miranda,e quando chegou ao poder virou as costas para os humildes e dá ouvidos apenas a deputados que compraram votos por 500 mil.

Mauro Carlesse nada faz pela segurança falida do Tocantins e virou suas costas largas para a saúde ferida dos tocantinenses.

Mauro Carlesse ficou neutro surdo burro e mudo quanto a Bolsonaro,e agora quer ser beneficiado.Quem é Mauro Carlesse? AINDA SABEREMOS.

Postada em 22/10/2018 ás 22h02

O Estado do Tocantins terá que promover demissões em massa se quiser se enquadrar na LRF. Carlesse estará entre deixar os contratos dos deputados e reorganizar as contas públicas]

Um levantamento publicado na Folha de São Paulo feito pela ex-secretária da fazenda de Goiás, Ana Carla Abraão, e com base nos dados do Tesouro Nacional e dos entes da Federação dá conta de que o Tocantins gasta com pessoal 71,4% de toda a sua receita.

Há alguns dias o governo do Estado havia dito que que o gasto com a folha de pagamento chega a um pouco mais 58%. Mas conforme o levantamento publicado na Folha de São Paulo esse número pode estar sendo maquiado, pois, segundo a reportagem, o gestor não considera alguns gastos como receitas com despesas com pensões, obrigações patronais e auxílios, o que coloca esse número muito mais acima do divulgado.

O Tocantins está à beira do abismo; somente uma reforma estrutural de proporções gigantescas pode tirá-lo desse precipício. Mas reduzir a folha de pagamento também implica em mexer com interesses políticos dos deputados estaduais. Os acordos firmados no período eleitoral coloca o governador Mauro Carlesse em uma verdadeira sinuca de bico, de um lado os antigos aliados que lutarão para manter seus contratos, e de outro os que vieram depois que lutarão para colocar os seus.

Com mais de 71% das receitas comprometidas com a folha de pagamento já estamos perto do caos, se ceder às pressões dos deputados e aliados políticos o caos irá nos engolir, por outro lado se agir com responsabilidade e promover demissões e não contratar tão cedo, o governador irá retomar o caminho do desenvolvimento, o Tocantins se tornará um canteiro de obras e teremos pleno emprego. Se tomar a segunda decisão possa ser que os deputados se sintam traídos e tentem boicotar o governador na AL/TO.

O Governador está entre a cruz e a espada.

Postada em 06/10/2018 ás 17h46

Amanhã iremos às urnas para decidir quem será nosso o proximo  governador,  2 Senadores,  8 Deputados Federais e 24 Deputados Estaduais. Temos que escolher bem, para que não possamos cair novamente em outra onda de instabilidade.  Ainda não nos recuperamos da primeira, logo veio outra e não podemos correr o risco de termos uma terceira, que será o decreto do fim do Estado do Tocantins, por isso, é imprescindível que você antes de digitar os números de seus candidatos pense no futuro do seu filho.

Postada em 29/09/2018 ás 09h30

O Tocantins está caindo em mais uma insegurança política e jurídica. Será a terceira vez que um governador é cassado no Tocantins: duas vezes com Marcelo Miranda e uma provável com Carlesse.

Os crimes que cassaram Marcelo Miranda e podem cassar Carlesse são os mesmos: abuso de poder econômico e político. Essas inseguranças jurídicas e políticas ocasionadas pelo desejo do poder pelo poder causam um mal ao tocantinense de bem, empresas fogem do Estado, desemprego aumenta e a miséria se alastra em solos tocantinenses.

Não aguentamos mais uma cassação, isso será o decreto do fim do Tocantins. Dia 7 de Outubro não pense no agora, pense no futuro, e no desgaste que um mandato interrompido causa. Precisamos de melhorar a economia do Tocantins para melhorar a vida do tocantinense, Carlesse com essa insegurança jurídica não garante isso.

 

Kelps Mota

Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados - Agência Tocantins - Contatos: (63) 98500-8112 – Email: [email protected]