Thursday, 21 de October de 2021
28°

Trovoada

Palmas - TO

Eleições 2020 ABREULÂNDIA TO

Dedé já apresentou 3 denúncias contra o grupo de Manoel Moura na corrida pelo Paço de Abreulândia do Tocantins

Na última quinta – feira (05), o senado Irajá Abreu (PSD - TO), esteve no palanque, do ex – mandatário.

07/11/2020 às 21h06 Atualizada em 07/11/2020 às 21h18
Por: Edson Gilmar Fonte: Edsom Gilmar
Compartilhe:
Na última quinta - feira Dedé recebeu o palanque o senador Irajá Abreu - Foto: Divulgação
Na última quinta - feira Dedé recebeu o palanque o senador Irajá Abreu - Foto: Divulgação

Esta semana o candidato pela oposição em Abreulândia do Tocantins, Dedé Wanderley (PSD), disse a nossa reportagem que já protocolou na Justiça Eleitoral, pelo menos 03 denúncias de supostos crimes eleitorais contra o grupo governista.

O alvo do ex – prefeito que já geriu o município entre 1997 a 2004, é o prefeito Marivaldo Machalegre (MDB), o vice – prefeito e candidato a prefeito Manoel Moura (PT) e o candidato a vice – prefeito Eldison Cunha (MDB).

Segundo o homem das denúncias, o grupo governista teria cometido crimes eleitorais a exemplo uso da máquina pública. “Processo de abuso de autoridade e uso da máquina pública que entramos contra eles”, afirmou o social democrata.

Em uma das Ação de Investigação Judicial Eleitoral, de 49 páginas, o ex – gestor encaminhou à Justiça Eleitoral, contendo segundo o líder do grupo de oposição, várias irregularidades. Dedé questiona até mesmo a participação do prefeito Marivaldo Machalegre (MDB), nas reuniões do Manoel Moura (PT). Até a pesquisa que mostrava nos números o favoritismo do petista, Dedé entrou uma ação na Justiça Eleitoral. O Poder Judiciário determinou que o levantamento fosse retirado de circulação.

O que diz os citados

O prefeito Marivaldo Machalegre (MDB), em fim de mandato, negou publicamente e com veemência, em reunião política na noite do dia 23 de setembro de 2020, que estivesse cometido crime político. Na mesma noite, Manoel Moura (PT), também negou irregularidade no âmbito da pré – campanha e campanha eleitoral. “Não teve nenhuma coisa abusiva”, disse Manoel na noite do último dia 23. O candidato situacionista a vice – prefeito Eldison Cunha (MDB), afirmou em nota divulgada pela nossa reportagem, no dia 22 de setembro, que o ex – dirigente tem apresentado denúncias em desfavor do trio governista, que segundo o emedebista seria “por motivo de raiva”, devido o fato de Cunha não ter aceitado o convite para ser o vice do homem que já esteve a frente do Paço Municipal de Abreulândia do Tocantins.

Resta saber se o fórum Eleitoral da 7ª Zona Eleitoral, com sede em Paraíso do Tocantins, irá aceitar as denúncias, ou se as julgarão improcedente. 

Reunião com Irajá Abreu

Na última quinta – feira (05), o senado Irajá Abreu (PSD - TO), esteve no palanque, do ex – mandatário. Na reunião política na Casa da família Wanderley, o Senador da República Federativa do Brasil, garantiu se caso o correligionário de Abreulândia do Tocantins, for eleito, viabilizará recurso no campo da Educação, Saúde e Infraestrutura.

Denúncia que o ex - dirigente apresentou contra o trio governista - Foto: Reprodução
Denúncia que o ex - dirigente apresentou contra o trio governista - Foto: Reprodução

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.