Saturday, 02 de July de 2022
29°

Alguma nebulosidade

Palmas - TO

Polícia PALMAS TO

Presidente do PL Mulher no Tocantins e ex – deputada Nilmar Ruiz divulga nota sobre o caso Irene em Araguacema:

Bukosk foi preso preventivamente por decisão da justiça, na manhã do dia 14 de janeiro, em uma operação da Polícia Civil, coordenada pelo delegado titular da delegacia de Araguacema, Antônio Onofre.

16/01/2021 às 23h38 Atualizada em 17/01/2021 às 01h30
Por: Edson Gilmar Fonte: Edsom Gilmar com informações da assessoria
Compartilhe:
Irene foi agredida pelo marido e se recupera dos ferimentos - Foto: Arquivo Pessoal
Irene foi agredida pelo marido e se recupera dos ferimentos - Foto: Arquivo Pessoal

A presidente do PL Mulher no Tocantins, e deputada Nilmar Ruiz, expressou sua indignação sobre a tentativa de feminicídio sofrida pela dona de casa Irene Almeida Chaves, de 39 anos, em Araguacema – Tocantins. Irene foi atingida por disparo de arma de fogo, e se recupera dos ferimentos.

A ex- parlamentar pediu o fim da violência contra a mulher. Ireno sofreu tentativa de feminicídio perpetrado pelo Marido Jonas Bukoski, no dia 01 de janeiro de 2021. Bukosk foi preso preventivamente por decisão da justiça, na manhã do dia 14 de janeiro, em uma operação da Polícia Civil, coordenada pelo delegado titular da delegacia de Araguacema, Antônio Onofre.

Nota       

O PL Mulher no Tocantins, externa  profunda indignação os atos de violência sofridos por Irene Chaves em Araguacema e se incorpora ao movimento  #TodosComIrene. O pedido de justiça e pela não violência contra a mulher, deve ecoar em todas as instituições, começando pelas famílias e em todas as instâncias, para que possamos frear o grande aumento de casos de violência contra a mulher no nosso Estado e no Brasil.

A pandemia sanitária que estamos passando, agravou ainda mais a situação que já vivíamos e que há anos tentamos combater.

Sabemos da necessidade das transformações culturais, legais e institucionais. Da importância das mudanças de paradigmas para que as mulheres se valorizem e se apoderem cada vez mais, para que sejam apoiadas e respeitadas e para que exijam seus direitos e tenham justiça.

Porém, nesse momento, o grito é de socorro! Que o sofrimento da Irene venha sensibilizar a todos! Que cada um faça a sua parte, para que não haja tantas Irenes, na maioria anônimas, a cada minuto sendo violentadas e muitas sendo mortas!

Nilmar Ruiz

Presidente do PL Mulher Tocantins

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.