domingo, 17 de fevereiro de 2019
63 98500 8112
Saúde

16/01/2019 às 19h50 - atualizada em 16/01/2019 às 19h55

240

Perla Guimarães

Palmas / TO

Saiba como a era digital pode ajudar mulheres que desejam engravidar
Principais sites de maternidade brasileiros oferecem o recurso da calculadora de período fértil.
Saiba como a era digital pode ajudar mulheres que desejam engravidar
Imagem Ilustrativa - Divulgação/Agência Tocantins

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) acredita-se que 15% da população em idade fértil tenha problemas de fertilidade. Muitos casais em tentativa de mais de um ano por uma gravidez acabam recorrendo a especialistas, exames mais profundos ou até mesmo a tratamentos para engravidar.


Muitas podem ser as causas de infertilidade. Dentre as mulheres, a síndrome dos ovários policísticos (SOP) e a endometriose costumam ser os problemas mais recorrentes. Dentre os homens, um problema comum costuma ser a varicocele, que causa a dilatação dos vasos sanguíneos e como principal sintoma, apresenta infertilidade.


Recurso da internet pode ajudar mulheres que desejam se tornar mães


Depois de identificado o problema que provoca a infertilidade e do tratamento realizado, a mulher entra em uma saga pela identificação do período fértil e do dia mais propício para uma gravidez.


Em um ciclo menstrual de 30 dias, geralmente o período fértil se inicia a partir do 14º dia após a menstruação. Alguns sinais indicam o período fértil, tais como:


·  Presença de muco de cor esbranquiçada e sem odor;


·  Aumento da libido sexual;


·  Temperatura corporal baixa;


·  Dores ou fisgadas em um ou em ambos os lados do baixo ventre.


Um estudo realizado ano passado pelo portal voltado para mulheres na tentativa de engravidar, Trocando Fraldas, realizado com 12 mil mulheres, mostrou que metade das mulheres desconhece o período fértil, o que quer dizer que 2 em cada 5 mulheres não sabem quando o próprio corpo está apto a engravidar.


Outro dado importante é o de que 45% das mulheres desconhece a duração do ciclo menstrual, o que dificulta no momento de identificar quando o processo da ovulação está acontecendo.


Atualmente há muitos recursos na internet que podem ajudar mulheres que estão na tentativa de ser mães, como é o caso da calculadora de período fértil, alguns dos portais mais importantes quando o assunto é maternidade, oferecem este recurso como é o caso do portal Alo Bebê, BabyCenter, Trocando Fraldas, entre outros.


A calculadora funciona da seguinte maneira: a mulher insere a data da última menstruação e duração do ciclo menstrual que vai de 20 a 45 dias, depois é só clicar em calcular para que a ferramenta mostre exatamente quais os dias de maior fertilidade para que o casal consiga engravidar.


Mas não são apenas as mulheres que desejam ser mães que costumam se utilizar deste recurso, como foi o caso de Bárbara C., 24, que teve relação sexual desprotegida justamente em seu período fértil:


"Confesso que não me preocupei muito no dia seguinte, porque já tinha acontecido outras vezes, mas por acaso no fim do dia eu fiz esse cálculo do período fértil e vi que a data da relação sexual era exatamente no meu dia de maior fertilidade. Tomei a pílula do dia seguinte logo depois."


Casos como o de Bárbara acontecem frequentemente com muitas mulheres, mas vale o alerta de que não é indicado tomar a pílula do dia seguinte com frequência, pela alta taxa hormonal. Se em menos de três meses a mulher tiver recorrido ao recurso dessa pílula mais de uma vez, o ideal é que opte por algum método contraceptivo de uso contínuo.


 


Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do Agência Tocantins no (63) 9 8500-8112

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Saúde do Corpo

Saúde do Corpo

Blog/coluna Perla Viviane Guimarães
RAPIDINHAS
Postada em 27/01/2019 ás 01h28

Sobre o caso dos vereadores. Não quero entrar na questão de culpa ou inocência, até porque não cabe a mim esse julgamento, jogar pedra em quem está caído é muito fácil, e se tratando de amigos, um ato de covardia.

Vi no dia de ontem uma enxurrada de xingamentos contra eles, até de pessoas que já foram ajudadas por algum deles; deixo claro, não estou fazendo uma defesa dos supostos atos cometidos, mas quero exaltar o valor empatia, já pensou se fosse um de nós no lugar deles? Já pensou nossa família sofrendo com seu ente querido preso e ainda tendo de suportar essa enxurrada de xingamentos? Vou repetir o que falei acima: jogar pedra em quem está caído é fácil, e se tratando de um amigo, um ato de covardia.

A exposição de suas prisões trouxe sofrimento não só à eles que agora têm que ficar em uma cela de prisão, mas também aos seus familiares. Eles não mereciam passar pelo que passaram, apesar dos pesares, e antes de lançarmos um juízo de valor sobre o caso devemos saber que até agora eles são inocentes até que se prove o contrário, ainda não há um julgamento das autoridades competentes, eles são suspeitos? Sim, mas essa suspeita não nos dar o direito de condená-los. Esse senso de justiça desmedido e irracional não cabe, ou não deveria caber, em nossos dias.

Fica aqui minha solidariedade aos amigos: Antônio Feitosa, Antônio Barbosa, Antônio Queiroz, Ângela do Rapadura, Marcos da Igreja, Luizinha do Itamar, Neguin da Civil, Nildo Lopes, Ozeas Gomes e Vaguin.

 

Keops Mota

Postada em 17/01/2019 ás 15h53

A pergunta que se faz na capital é: quem é mesmo o governador do Tocantins?. Com o protagonismo exacerbado de Wanderlei Barbosa, Mauro Carlesse foi jogado ao ostracismo, lembrado apenas quando ocorre as  inúmeras trapalhadas do governo, onde o povo cai em cima dele com todo tipo de adjetivos, quando, na verdade, o governador de fato é Wanderlei Barbosa. Carlesse é o dono da caneta, mas só escreve o que é ditado por Wanderlei.

Keops Mota

Postada em 31/12/2018 ás 16h00

019 está chegando, e com ele vem também a incerteza de um governo que começou errado (pau que nasce torto nunca se endireita, já disse "cumpade" Washington) com tentativas de obstrução de justiça, aparelhamentos, escândalos e investigações, o que pode tirar do tocantinense a esperança de um ano feliz.

O cenário que se desenha com o governo carlesse é tenebroso, nada auspicioso. Podemos estar entrando (Deus permita que não) no pior momento de nossa história. O viés autoritário desse governo pode se elevar à níveis assustadores. Não tenha isso como um escrito de quem torce pelo pior, mas de um tocantinense preocupado com o futuro. Deus nos proteja.

Postada em 23/12/2018 ás 00h49

O Natal está chegando, e que com ele também venham a união, a paz, a alegria e o gozo de estarmos reunidos com nossa família comemorando o nascimento do maior homem da história: Cristo. Que cada pessoa  deixar brotar em seu coração a semente da paz, plantada pelo ilustre aniversariante. Boas festas. São os votos de: 

 

Keops Mota/Corespondente Agência Tocantins

Postada em 24/11/2018 ás 14h37

A coisa está ficando insustentável. Com o governo sofrendo investigações e seus aliados envolvidos em escândalos que vai de depósito ilegal de resíduos hospitalares à apologia à pedófilia, a única saída possível e honrosa diante de tanto descalabro, que só tende a aumentar, é a cassação.

Não podemos estar sob as ordens de um governo que está moralmente abaixo de nós. As denúncias de obstrução de Justiça, concessão de contrato sem licitação para uma empresa da família de um aliado que culminou em um crime ambiental e denúncia por supostos crimes eleitorais já são fatos suficientes para que não tenhamos esse governo como legítimo.

 

Keops Mota

Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados - Agência Tocantins - Contatos: (63) 98500-8112 – Email: [email protected]