Saturday, 25 de September de 2021
25°

Pancada de chuva

Palmas - TO

Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão ouve ministro da Educação sobre fraude no exame de avaliação do ensino superior

A mudança no parecer deve beneficiar mais de 5,6 milhões de empresas optantes do Simples Nacional

28/07/2021 às 16h00
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
Compartilhe:
Deputado Leo de Brito, autor do requerimento para a audiência - (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
Deputado Leo de Brito, autor do requerimento para a audiência - (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados realiza audiência pública na próxima quarta-feira (4) com a presença do ministro da Educação, Milton Ribeiro, para debater denúncia contra o Centro Universitário Filadélfia (UniFil), de Londrina (PR).

A entidade foi investigada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) por fraude no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), que avalia o ensino superior.

O deputado Leo de Brito (PT-AC), que pediu a vinda do ministro, citou reportagem do jornal Folha de S. Paulo, segundo a qual Milton Ribeiro protelou enviar à Polícia Federal apuração de fraude em entidade ligada a pastores aliados.

"Segundo a notícia, o ministro atuou nos bastidores a favor de um centro universitário denunciado por fraude no Enade 2019. A instituição é presbiteriana, assim como o ministro, que é pastor", disse o deputado.

Leo de Brito disse que, conforme investigação do Inep, houve fortes indícios, sobretudo estatísticos, de fraude após a coordenadora da graduação da UniFil ter tido acesso à prova e às respostas com antecedência. "A fraude teria ocorrido no curso de biomedicina, a partir do vazamento da avaliação do ensino superior", disse o deputado.

Nota do MEC
Em nota, o Ministério da Educação informou que enviou ofício à Polícia Federal após a conclusão das investigações internas e que as denúncias "foram apuradas adequadamente".

Mas, segundo Leo de Brito, o ofício só foi levado à Polícia Federal em fevereiro deste ano, após o MEC ter encerrado a investigação de forma favorável à UniFil. "Evidências estatísticas da fraude, apuradas pelo Inep, foram ignoradas na decisão", completou o deputado.

Hora e local
A audiência com o ministro da Educação será realizada no plenário 11, às 9h30.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.