DENÚNCIA

Funcionários da empresa Palmas estacionamento denunciam atraso no pagamento de salários

Os funcionários contaram que foram contratados pela empresa em dezembro de 2018, e todos estão com as sua carteiras de trabalho assinadas à disposição da Palmas estacionamentos.

16/03/2019 10h52Atualizado há 2 meses
Por: Alessandro Ferreira
734
Divulgação
Divulgação

Um grupo de funcionários contratados pela empresa Palmas estacionamentos procurou a redação do portal de notícias Agência Tocantins para denunciar o atraso no pagamento dos salários por parte da empresa. Segundo os colaboradores eles já estão há mais de três meses sem receber.

Um dos funcionários que preferiu não ser identificado, contou que a direção da empresa vem enrolando eles há muitos dias, segundo ele, a direção da empresa se comprometeu em fazer o pagamento para todos os colaboradores contratados até a última quinta-feira (14), mas até a presente data ninguém recebeu.

“A gerente da empresa nos informou através de mensagens pelo WhatsApp, que acertaria com todos nós, ele afirmou que poderíamos ficar tranquilos que nossos pagamentos estariam depositados em nossas contas, mas pelo jeito mais uma vez a Palmas estacionamentos nos enganou”. Afirmou.

Os funcionários contaram que foram contratados pela empresa em dezembro de 2018, e todos estão com as sua carteiras de trabalho assinadas à disposição da empresa Palmas estacionamentos, segundo eles, tem funcionários que já estão de aviso prévio, mas ainda não receberam os mais de três meses de salários atrasados.

Conversa WhatsApp / Reprodução Agência Tocantins

A empresa Palmas estacionamento foi contratada pela prefeitura de Palmas para administrar os estacionamentos na área comercial da capital, mas foi impedida de iniciar as atividades devido uma ação do Ministério Público Estadual – MPE.

O Agência Tocantins, tentou contato com a direção da Palmas estacionemos para falar sobre o assunto, mas as nossas ligações não foram atendidas.  O portal de notícias Agência Tocantins reitera que o espaço se encontra aberto para a empresa se pronunciar sobre o assunto.

Entenda o caso

Após 18 meses de suspensão, o estacionamento rotativo no centro da Capital será retomado. A empresa responsável passou por uma cisão, tirou o nome Blue e agora se chama Palmas Estacionamento. A previsão é de que a cobrança seja retomada a partir do dia 13. A suspensão ocorreu no dia 14 de junho de 2017, após decisão cautelar do conselheiro Severiano Costandrade de Aguiar, do Tribunal de Contas do Estado (TCE-TO).

A empresa afirmou a imprensa que não havia nenhum impedimento para que retomasse os trabalhos, mas que precisava se reestruturar para atender as recomendações da Prefeitura de Palmas e do TCE. Segundo a Palmas Estacionamento, agora ela reinicia o serviço “de acordo com as determinações originais previstas no contrato”. “O contrato da empresa não está suspenso, extinto ou cancelado. Após as adaptações e correções na operação, a Palmas Estacionamento voltou a atuar para garantir que o palmense que precise usar as vagas no centro da cidade tenha onde estacionar”, afirma a nota.

Desta segunda-feira, 3, ao dia 13, os usuários poderão se familiarizar com o sistema durante o período educativo da operação. Nesses dias os motoristas irão tirar dúvidas, testar o sistema e se habituar “à nova forma, prática e simples de estacionar” — nas palavras da empresa.

Mais simplificada

De acordo com a prestadora de serviços, a retomada do atendimento “volta mais simplificada ainda”. À operação agora usará um sistema responsável pelo gerenciamento de estacionamentos rotativos em 36 cidades brasileiras, que, segundo a empresa, “foi testado, validado e já é utilizado com sucesso em vários municípios, estacionando uma média de 500 mil carros por dia”.

A Palmas Estacionamento disse que retoma a operação com a configuração inicial do edital firmado entre empresa e Prefeitura de Palmas. Serão 25 totens, 70 monitores, novo aplicativo e mais 25 pontos de venda espalhados em locais estratégicos em bolsões nas Zonas Azul e Verde.

Nas áreas delimitadas, o estacionamento rotativo funciona de segunda à sexta de 8 às 18 horas e aos sábados das 8 às 12 horas. Os parquímetros e talões deixam de ser utilizados e o sistema passa a ser todo digital. Para a compra de créditos, serão aceitos pagamentos em dinheiro, cartões de crédito e débito.

Será possível carregar crédito na placa do veículo antecipadamente à chegada ao estacionamento. Se o monitor escanear a placa e constatar o crédito, será debitada a fração mínima, a cada 30 minutos.

Valores

Automóveis, camionetes, pick-up, caminhões e triciclos pagam R$ 1 para permanência de 30 minutos na vaga; R$ 2 para permanência na vaga de 30 até 60 minutos; R$ 4  para permanência na vaga de 60 até 120 minutos; R$ 5 para permanência na vaga de 120 até 240 minutos. Este último valor é apenas para a Zona Verde.

Os valores para motocicleta serão de R$ 0,75 para até 30 minutos de permanência na vaga; R$ 1,50 para até 60 minutos de permanência na vaga; R$ 2,25 para até 120 minutos de permanência na vaga; R$ 3,75 para até 240 minutos de permanência na vaga.

Para facilitar

O gerente operacional da empresa em Palmas, Fernando Miranda, disse que as mudanças vieram para facilitar o processo de estacionamento para os usuários. “Fizemos melhorias na administração operacional. Nossos funcionários foram contratados e treinados e estão prontos para tirar as dúvidas de quem utilizará o novo sistema. Ao todo teremos 110 pontos de pagamento, com uma média de 1 para cada 50 vagas. O sistema já é utilizado em várias cidades do Brasil com êxito total e sabemos que não será diferente aqui”, explica.

Nesta nova etapa, os agentes voltaram a fiscalizar e a aplicar a Tarifa de Pós Utilização (TPU) para os veículos que estiverem inadimplentes, assim considerando quem não efetuar o pagamento de forma antecipada.

A Palmas Estacionamento observou que é obrigação do motorista fazer o pagamento para utilização vaga e é imprescindível que os usuários, após o pagamento, exijam seu comprovante. “É ele que vai garantir ao motorista que a regularização da vaga foi feita”, esclareceu o gerente.

O novo sistema não terá tolerância e o usuário tem dez minutos para se regularizar. Durante este período é importante que o motorista escolha uma das opções para fazer o pagamento. Caso não seja feito, o sistema reconhecerá o usuário como inadimplente.

Tarifa diferenciada

A TPU é uma tarifa aplicada sempre que constatada o não pagamento pela vaga de forma antecipada, sendo uma tarifa diferenciada para o usuário que preferir pagar posteriormente. Porém, quando o usuário possuir mais de quatro TPU’s inadimplentes, este poderá ser, pela autoridade de trânsito, autuado em caso de novo estacionamento não pago.

A Palmas Estacionamento é responsável pela operação em cerca de 5 mil vagas nas Zonas Azuis e Verdes de Palmas.

 

 

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do Agência Tocantins no (63) 9 8500-8112

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
PalmasPalmas - TO Notícias de Palmas
Palmas - TO
Atualizado às 02h53
24°
Alguma nebulosidade Máxima: 34° - Mínima: 23°
24°

Sensação

7 km/h

Vento

89%

Umidade

Fonte: Climatempo
G&H CLEAN – SERVIÇOS DE LIMPEZA
Municípios
Últimas notícias
BANNER NOVO NÚMERO ZAP
Mais lidas