Monday, 16 de May de 2022
30°

Alguma nebulosidade

Palmas - TO

Polícia OPERAÇÃO VELAR II

Suspeito de armazenar fotos e vídeos de pornografia envolvendo crianças e adolescentes é alvo de operação da PF no Tocantins

Agentes federais cumpriram mandado de buscas no endereço de um homem que teria armazenado pelo menos 100 fotos e vídeos com conteúdo sexual envolvendo crianças e adolescentes.

29/12/2021 às 08h52 Atualizada em 29/12/2021 às 09h06
Por: Nathaly Guimarães Fonte: Redação | Agência Tocantins
Compartilhe:
Mandado foi expedido pela Justiça Estadual - Foto: Divulgação
Mandado foi expedido pela Justiça Estadual - Foto: Divulgação

A Polícia Federal – PF cumpriu mandados de buscas e apreensão nesta terça-feira (28) na casa de um homem suspeito de armazenar fotos e vídeos pornográficos envolvendo crianças e adolescentes em Araguaína, na região norte do Tocantins. A operação foi chamada de 'Velar II' e é desdobramento de uma investigação deflagrada em outubro deste ano que já levou a prisão de um suspeito da mesma prática delituosa.

Segundo a PF, a ação foi montada após autoridades estrangeiras alertarem que o suspeito tinha pelo menos 101 vídeos e fotos de conteúdo sexual envolvendo menores de idade. O alerta veio do National Center for Missing and Exploited children (NCMEC), que tem sede nos Estados Unidos. Em tradução livre, o nome do órgão significa Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas.

O objetivo das buscas é fortalecer o conjunto de provas que já existe nesta investigação e também procurar pistas que indiquem outros envolvidos na transmissão e armazenamento das imagens. A operação foi autorizada pela Justiça Estadual do Tocantins.

O nome 'Velar' faz referência ao compromisso institucional da Polícia Federal em permanecer vigilante na repressão dos crimes de abuso sexual envolvendo crianças ou adolescentes via internet.

A PF destacou que em razão da pandemia causada pela COVID-19, foi adotada logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPI's a todos os envolvidos, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas e investigados.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.