Saturday, 02 de July de 2022
29°

Alguma nebulosidade

Palmas - TO

Especiais HOMENAGEM

Aleto realiza sessão solene em homenagem aos 200 anos da Potência Maçônica Grande Oriente do Brasil

Fundada em 17 de junho de 1822, o Grande Oriente do Brasil surge na cidade do Rio de Janeiro, à época capital do Brasil, por iniciativa de três lojas maçônicas: Loja Comércio e Artes, União e Tranquilidade e Esperança de Nictheroy.

07/04/2022 às 16h31
Por: Alessandro Ferreira Fonte: DICOM/ALETO
Compartilhe:
A sessão solene aconteceu na manhã desta quinta-feira, 07 - Foto: Clayton Cristus / DICOM
A sessão solene aconteceu na manhã desta quinta-feira, 07 - Foto: Clayton Cristus / DICOM

A Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins realizou na manhã desta quinta-feira, 07, sessão solene em homenagem aos 200 anos do Grande Oriente do Brasil e aos 33 anos do Grande Oriente do Brasil no Tocantins. A sessão solene foi requerida pelo deputado Jorge Frederico (Republicanos). Na ocasião foi lida a carta constitutiva da mais nova loja maçônica do Grande Oriente no Estado, a Cavaleiros de Aço, em Aparecida do Rio Negro.

O Grande Oriente do Brasil é a mais antiga Potência Maçônica brasileira. O GOB participou ativamente em momentos cruciais da história brasileira, como a abolição da escravatura, a Proclamação da República e a Independência do Brasil.

Fundada em 17 de junho de 1822, o Grande Oriente do Brasil surge na cidade do Rio de Janeiro, à época capital do Brasil, por iniciativa de três lojas maçônicas: Loja Comércio e Artes, União e Tranquilidade e Esperança de Nictheroy.

Em 1960 sua sede administrativa mudou para Brasília, com sua instalação em 1978 no Palácio Maçônico Jair Assis Ribeiro, uma homenagem ao grande vulto da maçonaria e grão-mestre de honra do Grande Oriente do Brasil. Com a criação do Tocantins no bojo da Constituição Federal de 1988, o Grande Oriente do Brasil se organizou na nova unidade da federação brasileira.

Homenageados

O grão-mestre geral do Grande Oriente do Brasil, Múcio Bonifáco Guimarães, e o presidente da Soberana Assembleia Federal Legislativa do Grande Oriente do Brasil, Arquiariano Bites Leão, receberam das mãos do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Antonio Andrade, e do deputado Jorge Frederico, condecoração da Casa de Leis.

Também foram homenageadas as cinco lojas maçônicas mais antigas do Estado e cinco senhoras da Fraternidade Feminina, em reconhecimento da força da mulher e apoio irrestrito nas ações da fraternidade.

O grão-mestre geral do Grande Oriente do Brasil, Múcio Bonifáco Guimarães, e o presidente da Soberana Assembleia Federal Legislativa do Grande Oriente do Brasil, Arquiariano Bites Leão, foram homenageados, ainda, pelo grão-mestre do Grande Oriente do Brasil no Tocantins, Paulo Eduardo Tavares Vieira, e pelo venerável da loja Missionário da Luz, Cícero Batista Coelho.

Já o obreiro da loja maçônica Universitária 21 de Abril, Florisvaldo Alves do Nascimento e o venerável Valdemir Rergamonte, representado pelo obreiro Carlos Vitor, receberam homenagem das mãos do grão-mestre geral do Grande Oriente do Brasil, Múcio Bonifácio Guimarães.

Pronunciamentos

O grão-mestre de honra do Grande Oriente do Brasil no Tocantins, Antonio Ernani Martins, falou em nome dos homenageados e a representante da Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul/Tocantins, Julita Freire Marques, em nome das homenageadas.

Também fizeram uso da palavra o grão-mestre da Grande Loja Maçônica do Estado do Tocantins, Alexandre Modesto Braune, o grão-mestre do Grande Oriente do Brasil – Tocantins, Paulo Eduardo Tavares Vieira, o presidente da Soberana Assembleia Federal Legislativa do Grande Oriente do Brasil, Arquiriano Bites Leão e o grão-mestre geral do Grande Oriente do Brasil, Múcio Bonifácio Guimarães.

Os deputados Valderez Castelo Branco e Júnior Geo registraram em fala a importância do trabalho realizado pela maçonaria. Os pronunciamentos foram encerrados com as palavras do deputado Jorge Frederico e do presidente da Aleto, deputado Antonio Andrade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.