CONSCIENTIZAÇÃO

Órgãos ligados à causa ambiental promovem blitz educativa para alertar sobre os riscos das queimadas

A população pode acionar a qualquer momento a Divisão de Fiscalização Ambiental da GMP, por meio do 153, e denunciar atos criminosos que coloquem em risco a preservação ambiental.

07/06/2019 13h12Atualizado há 2 semanas
Por: Alessandro Ferreira
Fonte: Redação / Agência Tocantins
136
Órgãos ligados à causa ambiental promovem blitz educativa para alertar sobre os riscos das queimadas - Foto: Divulgação
Órgãos ligados à causa ambiental promovem blitz educativa para alertar sobre os riscos das queimadas - Foto: Divulgação

Com as proximidades do período de estiagem, característico dessa época do ano, a Prefeitura de Palmas, com o apoios de órgãos ligados às causas de proteção ambiental, realizou na tarde dessa quinta-feira, 06, uma blitz para a conscientizar a população sobre os riscos que as queimadas trazem para a sobrevivência da natureza.  A atividade educativa foi rrealizada na rodovia TO-50.

As ações fazem parte da Semana Mundial do Meio Ambiente e visa levar informações sobre a importância de preservar os recursos ambientais. Participaram da blitz educativa a  Fundação Municipal do Meio Ambiente, Guarda Metropolitana, Agentes de Trânsito e a Polícia Militar. 

"Na semana do meio Ambiente estamos reforçando as ações para coibir as queimadas. E nesse período o clima seco predomina o que propicia que os fogos de fogos proliferam. Por isso, a cautela e os cuidados são essenciais, para evitarmos a degradação na natureza," destacou o diretor de Gestão Ambiental da Fundação do Meio Ambiente, Marcelo Grison. 

Para o inspetor Guimarães, da Divisão de Fiscalização Ambiental da  GMP, as queimadas nessa época, trazem um grande prejuízo para fauna e a flora e principalmente, para os idosos e as crianças que são os mais afetados por conta dos problemas e transtornos respiratórios ocasionados pelas queimadas. 

O inspetor reforça que, queimar pastagens sem autorização de órgão ambiental competente é crime previsto na Lei de Crimes Ambientais nº 9.605/98 e Decreto Federal nº 6.514/08. "Bem como queimar lixos, vegetação resultante de roçagem ou resíduos (lixo) na área urbana também é crime ambiental. Que pode gerar multa a partir de R$ 5.000.00", explicou ele. 

A população pode acionar a qualquer momento a Divisão de Fiscalização Ambiental da GMP, por meio do 153, e denunciar atos criminosos que coloquem em risco a preservação ambiental.

  • Órgãos ligados à causa ambiental promovem blitz educativa para alertar sobre os riscos das queimadas
  • Órgãos ligados à causa ambiental promovem blitz educativa para alertar sobre os riscos das queimadas
  • Órgãos ligados à causa ambiental promovem blitz educativa para alertar sobre os riscos das queimadas
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Palmas - TO
Atualizado às 13h02
33°
Nuvens esparsas Máxima: 34° - Mínima: 24°
35°

Sensação

7 km/h

Vento

46%

Umidade

Fonte: Climatempo
G&H CLEAN – SERVIÇOS DE LIMPEZA
CAMPANHA PRESENÇA DIGITAL WEB- 1
Municípios
BANNER CAMPANHA ARRAIÁ DA AMIZADE 2019
Últimas notícias
Mais lidas