CRIMINALIDADE

Organizações criminosas aterrorizam Divinópolis e cidade se vê diante de alta escalada da criminalidade

Os crimes não se limitam apenas na zona urbana, mas também na zona rural do município

09/07/2019 11h32
Por: Edson Gilmar
Fonte: Edsom Gilmar
830
Armas apreendidas com criminosos que supostamente agiram em Divinópolis
Armas apreendidas com criminosos que supostamente agiram em Divinópolis

“Eu estava voltando pra casa, era 10 horas noite, quando dois (criminosos) que estavam de moto, colocaram a arma na minha cabeça e um deles falou, ‘passa o celular ou eu te dou um tiro na cara’, eu entreguei o celular” o relato é de uma servidora pública, que foi assaltada e teve o celular roubado, quando retornava para casa, após participar de um evento junino no mês passado, em Divinópolis do Tocantins, a 120 quilômetros de Palmas – TO.

Outro caso que chamou atenção da comunidade, foi quando também dois indivíduos em uma moto as 19:30 horas, roubaram a mão armada, um estabelecimento comercial, na Avenida Codespar, no centro da cidade. Foi levado dinheiro e mercadorias.

Os crimes não se limitam apenas na zona urbana, mas também na zona rural do município. No ultimo dia 30 de junho, um morador da zona rural que não iremos identifica-ló, viu sua família passar por momentos de terror, quando após sair de um templo religioso, aonde participou de culto, foi seguido por 5 criminosos, e ao chegar em sua chácara a 8 quilômetros da cidade foi abordado. “Eles chegaram bem perto da porta de casa, e os suspeitos anunciaram o assalto e eu corri para o mato”, disse o produtor rural, afirmando que o ato de fugir, foi uma forma de refugio, por se sentir o principal alvo do grupo. Um dos integrantes do bando, chegou a agredir uma das 6 crianças, de 6 a 11 anos, que estava na casa, e ainda deram um tiro pra cima, pra intimidar a família feita refém, como conta o chacareiro, “um deles pegou na garganta de umas das crianças.  Deu um tiro (pra cima) pra intimidar” revelou.

Outros crimes, que assustaram a comunidade foi o roubo de celulares de moradores, que faziam caminhadas na TO 168, na saída para Abreulandia – TO, e alguns minutos depois um entregador de um supermercado, também foi roubado, ao se dirigir para o aterro sanitário do município, próximo ao local do primeiro evento criminoso. Na ultima semana, outro supermercado que também fica na Avenida Codespar, foi invadido por criminosos, e mercadorias foram subtraídas.

“Fora de Controle”

Em conversa com a nossa reportagem, um agente da segurança pública, que pediu para não ser identificado, afirmou que a situação da criminalidade está, “fora de controle”. Um Policial Militar que também, não será identificado, confirmou a nossa reportagem, em uma conversa informal, que em Divinópolis – TO, já tem células de facções criminosas, aterrorizando e desafiando a polícia.

Nós procuramos o comando local da Policia Militar, que tem a frente o sargento Evaldo Gabino. Em conversa com a reportagem, Gabino e o sargento Machado, procuram tranquilizar a comunidade. A cúpula do destacamento, da PM local apresentou números que mostra as ações de combate ao crime na cidade. Este ano já são 19 veículos apreendidos sendo 3 carros e 16 motos, 3 prisões em flagrante por trafico de drogas, prisão em flagrante por furtos e receptação, 7 armas de fogo tirada de circulação, 5 notebook recuperados de um colégio estadual que tinha sido furtados, 6 vitimas tiveram seus pertences restituídos 35 pessoas conduzidas á Delegacia da Polícia Civil pela corporação militar. “Se depender a Polícia Militar, a situação não vai ficar fora de controle. A comunidade pode participar denunciando, e acreditar no trabalho da Polícia Militar.A PM não vai jogar a toalha, criminoso não terá vida fácil” disse Gabino.

O Chefe de Polícia orientou a população, de como é possível identificar possíveis criminosos, “viu duas pessoas passando (de moto), em frente ao comércio, uma, duas vezes (em atitude suspeita), liga para a Polícia Militar” destacou.

Nós tentamos entrar em contato com o comando do 8º batalhão da Polícia Militar e com o Quartel do Comando Geral, porém nossas ligações, não foram atendidas. Entramos em contato com o delegado Dr. Eduardo de Meneses, titular da Deic (Delegacia de Investigações Complexas) núcleo de Paraíso do Tocantins, porem Meneses afirmou que só iria se pronunciar, após a conclusão dos inquéritos. O delegado da 6º Regional da Polícia Civil, Dr. Bruno Sousa, Bruno prometeu se pronunciar sobre a escalada da criminalidade, porém até o fechamento desta reportagem, não enviou resposta. Entramos em contato com a Secretária de Segurança Pública (SSP), mas até o fechamento da reportagem, o órgão não enviou nota sobre o tema abordado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Palmas - TO
Atualizado às 03h23
25°
Nuvens esparsas Máxima: 37° - Mínima: 24°
25°

Sensação

6 km/h

Vento

89%

Umidade

Fonte: Climatempo
G&H CLEAN – SERVIÇOS DE LIMPEZA
Anúncio
Municípios
CAMPANHA PRESENÇA DIGITAL - OUTUBRO
Últimas notícias
Mais lidas