Sábado, 20 de outubro de 2018
63 98500 8112
Estado

06/08/2018 às 16h06 - atualizada em 06/08/2018 às 18h03

1.248

Wemerson Lima

Araguatins / TO

Pelo desenvolvimento e crescimento
Estamos intimamente ligados em promover ações que propiciem constante e continuamente a educação dos indivíduos para atuarem, se auto-educarem, e contribuírem para a educação de outros,
Pelo desenvolvimento e crescimento
Wemerson Lima 29, Filho de ARAGUATINS Norte do Estado do Tocantins, Estou em São Paulo atualmente. Foto: Arquivo Pessoal

Nossos reais intuito ao escrever esses artigos são de cunho  único e exclusivo a estimular e apoiar espaços coletivos dos municípios, que formem cidadãs e cidadãos para a construção cotidiana de uma sociedade mais justa e igualitária de oportunidades e para a participação na gestão pública.


Estamos intimamente ligados em promover ações que propiciem constante e continuamente a educação dos indivíduos para atuarem, se auto-educarem, e contribuírem para a educação de outros, na construção de uma sociedade justa e minimamente sustentável e fraternal.


Com esse mesmo intuito a estimular e apoiar em cada município a organização das instituições locais e a realização de parcerias para a construção de projetos educativos que conduzam ao desenvimento e ao crescimento.


Ao longo dos próximos 2 (dois) artigos falaremos dos 3  (três) pilares principais para o crescimento e desenvolvimento de um povo e uma região:


 I-Políticas Públicas - ações afirmativas      e exequíveis.


II-Incentivos fiscais – Facilitar e trazer empresas para os nossos municípios.


III-investimentos produtivos - cooperativa de pescadores, hortaliças, frutas, agricultura familiar.


Como fazer isso ? É muito simples, o primeiro passo é ter vontade e querer fazer, o segundo passo é não ter medo de fazer, o terceiro fato é buscar investimentos e parcerias.


Falaremos apenas do I – Políticas Públicas.


Formas de construir e desenvolver, pensando nesse aspecto sugerimos que fosse criado um comitê ou conselho participativo local.     Constituir um conselho ou comitê de políticas públicas  local, que poderá ser o próprio Conselho Municipal Participativo, ou parte dele. Cada munícipio se empenha na tarefa de constituir seu próprio comitê local, composto paritariamente por  representantes: do poder público, do empresariado (agricultura, indústria, comércio e serviços), da sociedade civil organizada (associações de cidadania; sindicatos de trabalhadores; movimentos sociais, dentre outros), das instituições de ensino (professores, estudantes, profissionais do ensino fundamental, médio e superior).


Essa proposta tem a finalidade de estabelecer uma organização responsável pela elaboração do projeto local de implantação das ações afirmativas da construção e da mudança social e seu cronograma de implementação.


Explicando melhor, trocando por miúdos.


Ao se constituir um comitê local, estar-se-á contemplando um dos objetivos das garantias fundamentais da sociedade, que é o de criar espaços onde efetivamente exista o envolvimento da sociedade, exercitando-se cotidianamente a gestão participativa e democrática , que contribua para a melhoria da qualidade de vida da população;


Do comitê ou conselho local – será responsável pela implementação dos projetos, fiscalização do dinheiro público, conjuntamente com os legisladores locais ( vereadores no caso de municípios) e irá contribuir para a construção do projeto local, que é o plano de ação a ser elaborado a partir do Programa Regional, devendo o mesmo ser disponibilizado pelo poder executivo, sendo copiado os modelos de conselhos vigentes, quanto a eleições, e disposições gerais regulamentadoras.


As propostas de melhorias e estudos para a elaboração de projetos poderão ser feitas através da organização de seminários regionais.


Organizando seminários regionais entre os comitês locais dos municípios, com a participação de parceiros e representantes dos diferentes setores, principalmente com os que têm vocação de formadores/educadores, para contribuírem na construção dos processos educacionais, sustentável e empreendedor.


Estes seminários são o momento de encontro, de debate e de apropriação das ações coletivas para o crescimento, a instância de tomada de decisão e definição do cronograma de trabalho; desta forma, constitui-se o espaço  ( itinerante) de aprendizagem no  território no decorrer do processo. Deverão estar presente nos seminários, pessoas de diferentes segmentos do município, que se comprometam a repassar informações, encaminhar as deliberações, animar os debates e dar continuidade ao processo.


Explicando melhor.


Nos primeiros seminários as pessoas se apropriam do passo a passo, trocam opiniões, esclarecem dúvidas, se conhecem, valorizando a identidade desse território, zona rural, urbana etc; uma sugestão é fazer o diagnóstico socioambiental, estruturante local, orçamentário, necessidades locais básicas desde o abastecimento de água a implantação de poços artesianos da região (identificar/mapear as as necessidades existentes, os problemas na educação, saúde, saneamento, energia, resíduos sólidos, transporte, agricultura, etc), destacando as iniciativas educadoras que acontecem, bem como os programas governamentais e não-governamentais já existentes;


Discutir as potencialidades e vocações dos municípios interessados, sob a perspectiva da sustentabilidade do desenvolvimento sociocultural e educacional, a perspectiva da práxis (ação-reflexão-ação) deve sempre estar prevista nos encontros, pois essas são as oportunidades de aprendizagem; é importante o revezamento dos locais das reuniões para que as pessoas conheçam a realidade das diversas regiões ( bairros dos  municípios) envolvidas, bem como a escolha de locais acessíveis por todos os cidadãos interessados.


Continuaremos no próximo artigo, sua sugestão e opinião é importante para nós participe, escreva seu comentário.


Juntos podemos transformar a nossa região.


Wemerson Alves da S. Lima


Dignidade  & Cidadania


Jornalista MTB 73156/SP


Acadêmico de Direito


Arte Farmácio do Trabalhador Brasileiro - Divulgação Agência Tocantins

FONTE: Wemerson Lima

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Dignidade & cidadania

Dignidade & cidadania

Blog/coluna Wemerson Alves da S. Lima 29, Filho de ARAGUATINS Norte do Estado do Tocantins,
Protagonista e defensor ostensivo dos Direitos e das Garantias Sociais e Fundamentais.
Formação :

Jornalista DRT/SP
MTB 73156/SP

Gestão de Recursos Humanos - Relações públicas- UNISA 2009

Direito - Universidade Brasil - Faculdade de Direito de São Paulo - cursando 9 semestre
OAB/SP -210.128E

Relações Internacionais - Coimbra Portugal -trancado 2018

RAPIDINHAS
Postada em 06/10/2018 ás 17h46

Amanhã iremos às urnas para decidir quem será nosso o proximo  governador,  2 Senadores,  8 Deputados Federais e 24 Deputados Estaduais. Temos que escolher bem, para que não possamos cair novamente em outra onda de instabilidade.  Ainda não nos recuperamos da primeira, logo veio outra e não podemos correr o risco de termos uma terceira, que será o decreto do fim do Estado do Tocantins, por isso, é imprescindível que você antes de digitar os números de seus candidatos pense no futuro do seu filho.

Postada em 29/09/2018 ás 09h30

O Tocantins está caindo em mais uma insegurança política e jurídica. Será a terceira vez que um governador é cassado no Tocantins: duas vezes com Marcelo Miranda e uma provável com Carlesse.

Os crimes que cassaram Marcelo Miranda e podem cassar Carlesse são os mesmos: abuso de poder econômico e político. Essas inseguranças jurídicas e políticas ocasionadas pelo desejo do poder pelo poder causam um mal ao tocantinense de bem, empresas fogem do Estado, desemprego aumenta e a miséria se alastra em solos tocantinenses.

Não aguentamos mais uma cassação, isso será o decreto do fim do Tocantins. Dia 7 de Outubro não pense no agora, pense no futuro, e no desgaste que um mandato interrompido causa. Precisamos de melhorar a economia do Tocantins para melhorar a vida do tocantinense, Carlesse com essa insegurança jurídica não garante isso.

 

Kelps Mota

Postada em 27/09/2018 ás 11h06

Para reflexão: Tudo vai dar certo na sua vida, acredite em seu potencial. 

Esta mensagem é para alegrar todas as pessoas que estão passando por inúmeras dificuldades. Essa mensagem pode ser para você e quero através dela quero lhe dar forças para enfrentar todos os obstáculos nessa fase que está sendo tão difícil de encarar.

Olha faça de seus pensamentos a força de que está precisando. Esqueça as coisas ruins e limpe a sua mente cultivando somente bons pensamentos. Acredite no seu sucesso total, não imagine e nem crie obstáculos na sua mente pois eles podem fazer com que você desacredite do seu sucesso.

Eu conheci uma pessoa que falava a seguinte frase. “Tudo que uma pessoa é capaz de planejar, ela é capaz de realizar”. Por isso peso a você que tenha fé, otimismo e ação. Sua vida só você a vive, portanto goste mais, acredite mais, e seja mais feliz, procure plantar muitas sementes de amor e otimismo na sua vida, e você colherá sempre maravilhosos frutos é vencerá todas as barreiras que vierem a aparecer nos seus caminhos.

Eu acredito em você!

(Alessandro Ferreira – Jornalista MTB 999/TO)

Postada em 23/09/2018 ás 14h41

Os ratos do Hospital Regional de Araguaína mostrados no Bom Dia Brasil da rede GLOBO de televisão é outra amostra do quanto que o governo Carlesse está estabilizando o Estado, imobilizando-o, deixando ele parado como sempre esteve.

O Estado das propagandas eleitorais é uma obra de ficção bem elaborada. Tudo é lindo, tudo funciona. Mas a vida real é cruel. Os ratos que moram no Regional de Araguaína e transita entre pacientes é a triste realidade de um Estado que estabilizou, parou ali onde sempre esteve e não andou mais.

Postada em 06/08/2018 ás 07h33

Tocantins estado para onde muitas pessoas vieram na década dos anos 90, atrás de conseguir realizar seus sonhos e conseguir a tão sonhada casa própria e mudar de vida, em meio a um cerrado ainda sendo desbravado por nortistas, sulistas, nordestinos, pessoas vindas de todas as regiões do país, para uma terra que antes era conhecida como o corredor da miséria, pelos então moradores da região sul do Estado de Goiás.[

Terra essa, que durante alguns anos fora comandada por verdadeiros coronéis, que interromperam as realizações dos sonhos de diversos pioneiros que aqui acreditaram, é nesse pleito querem retornar ao poder no intuito de alimentar as suas ganâncias e realizar seus desejos individuais, estarão indo às ruas, batendo de porta em porta, na televisão, nos rádios e nas redes sociais para mais uma vez enganarem os sofridos pioneiros que no passado acreditara em suas promessas, que até hoje nunca ser responsabilizaram em cumprir e realmente trabalhar em prol de todos.

Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados - Agência Tocantins - Contatos: (63) 98500-8112 – Email: [email protected]