Sábado, 13 de Agosto de 2022
20°

Nuvens esparsas

Palmas - TO

Polícia AÇÃO POLICIAL

Suspeito de praticar roubos e tráfico de drogas é capturado pela Polícia Civil em Araguaína e região

Na mesma ação, a irmã do indivíduo também foi presa por receptação dolosa.

28/06/2022 às 22h05
Por: Alessandro Ferreira Fonte: DICOM/SSPTO
Compartilhe:
Foto: DICOM/SSP-TO
Foto: DICOM/SSP-TO

Uma ação de combate à criminalidade, deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos (DRR), na tarde desta terça-feira, 28, em Nova Olinda, resultou na prisão de um indivíduo de 28 anos e também de sua irmã, de 20 anos. Comandada pelo delegado-chefe da Unidade Policial Especializada, Felipe Crivellaro, a ação foi deflagrada com o objetivo de verificar a incidência de crimes de receptação, que estariam sendo praticados pelo homem, na cidade de Araguaína e região.

“Ocorre que ao chegar até a residência onde o investigado estava morando, nos deparamos com várias porções de drogas e também uma grande quantia em dinheiro”, disse o delegado. De imediato, o homem recebeu voz de prisão por tráfico de drogas, mas se negou a fornecer o próprio nome aos policiais e empreendeu fuga. Porém, ele foi devidamente contido pelos policiais civis e conduzido até a Central de Atendimento da Polícia Civil em Araguaína.

Durante o procedimento policial, os agentes também prenderam uma mulher de 20 anos, que é irmã do suspeito pelo crime de receptação dolosa. De acordo com a autoridade policial, o homem era investigado em inquérito policial, instaurado pela DRR, pelo crime de receptação. “Diante da quantidade de material apreendido, suspeita-se que o indivíduo também esteja atuando no tráfico de drogas e também no cometimento de roubos nas cidades de Araguaína, Colinas, Nova Olinda e região”, frisou o delegado.

Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o homem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e receptação e encaminhado a Unidade Penal de Araguaína, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. A mulher também foi autuada por receptação dolosa e após os procedimentos de praxe, encaminhada à custódia do sistema prisional do estado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.