OUTUBRO ROSA - ASSEMBLEIA DO TOCANTINS
INÍCIO DO DIÁLOGO

Termina sem acordo reunião entre Governo e frigoríficos sobre polêmica do ICMS

Na conversa desta quinta-feira, o Governo apresentou uma proposta com alíquota 4,5%, enquanto os donos dos abatedouros querem apenas um índice de 1,8%.

10/10/2019 22h53
Por: Alessandro Ferreira
Fonte: Redação / Agência Tocantins
217
Reunião foi realizada na tarde desta quinta-feira, 10, entre o secretário da Fazenda e Planejamento (Sefaz), Sandro Henrique Armando, e os representantes dos frigoríficos – Foto: João di Pietro/Governo do Tocantins
Reunião foi realizada na tarde desta quinta-feira, 10, entre o secretário da Fazenda e Planejamento (Sefaz), Sandro Henrique Armando, e os representantes dos frigoríficos – Foto: João di Pietro/Governo do Tocantins

Terminou sem acordo a reunião entre a Secretaria da Fazenda do Tocantins e representantes dos frigoríficos que atuam no estado. Eles discutiam a polêmica em torno do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Na conversa desta quinta-feira, o Governo apresentou uma proposta com alíquota 4,5%, enquanto os donos dos abatedouros querem apenas um índice de 1,8%. Sem benefícios, os frigoríficos pagariam o imposto com alíquota de 12%.

O secretário Sandro Henrique considerou que a ideia da comissão é um avanço que pode trazer bons resultados para os dois lados, já que a intenção do Governo é promover um ajuste na qualidade tributária sem, no entanto, prejudicar a cadeia produtiva.

O Sindicato das Indústrias Frigoríficas de Carnes Bovinas, Suínas, Aves, Peixes e Derivados do Estado do Tocantins deve apresentar os nomes que irão integrar a comissão nesta sexta-feira, 11, e logo será  definida uma agenda para agilizar os trabalho.

Logo que o problema começou, representantes do setor disseram que a medida inviabilizava toda a cadeia produtiva. O governo respondeu afirmando ter encontrado indícios de irregularidades fiscais em algumas empresas mesmo com o benefício em vigor. Nesta quinta-feira (10), os dois lados tentaram amenizar o tom da discussão.

"Nós temos que sentar na mesa, trazer os dados que nós temos, trazer os custos operacionais nossos, pra gente chegar num consenso. Mas com certeza, o estado demonstrou aí uma abertura muito grande, muito boa vontade para negociar", disse o presidente do Sindicarnes, Gilson Cabral.

"O grande objetivo agora aqui é pensar pra frente. É um ajustamento, é uma união de esforços, tanto do Estado quanto dos frigoríficos para que a gente melhore a qualidade da arrecadação do Estado, continue gerando emprego e renda", afirmou o secretário da Fazenda, Sandro Armando.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Palmas - TO
Atualizado às 05h48
23°
Poucas nuvens Máxima: 31° - Mínima: 23°
23°

Sensação

6 km/h

Vento

100%

Umidade

Fonte: Climatempo
G&H CLEAN – SERVIÇOS DE LIMPEZA
BANNER ANUNCIE AQUI
Municípios
BANNER ANUNCIE AQUI 2
Últimas notícias
BANNER ANUNCIE AQUI 3
Mais lidas
CAMPANHA PRESENÇA DIGITAL - OUTUBRO
BANNER AVECOM