PUBLICIDADE ASSEMBLEIA NOVEMBRO AZUL 2019
DESTAQUE NACIONAL

Tocantins vira caso de sucesso e é referência ao reduzir a emissão de gases causados pelo efeito estufa no setor agropecuário

O Plano ABC no Tocantins é uma política pública efetiva, com ganhos de produtividade e sustentabilidade dos produtores.

05/11/2019 11h13
Por: Alessandro Ferreira
Fonte: Ascom / SEAGRO
212
Composição da mesa no seminário ILPF – Foto: Divulgação/Seagro
Composição da mesa no seminário ILPF – Foto: Divulgação/Seagro

Referência para vários estados brasileiros, o Plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura (ABC-TO) foi apresentado como case de sucesso no Seminário ‘Novas visões e estratégias em Integração, Lavoura, Pecuária e Floresta (ILPF)’, realizado em Campina Grande, na Paraíba, na última quarta-feira, 30. O Plano ABC no Tocantins é uma política pública efetiva, com ganhos de produtividade e sustentabilidade dos produtores.

O diretor de Tecnologia Sociais e Biodiversidade da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), Fernando Garcia, foi quem representou o Tocantins no Seminário e apresentou os resultados da implantação do Plano. Segundo ele, a troca de experiência é fundamental para que cada estado brasileiro contribua com a emissão de baixo carbono, reduzindo a emissão de gases causados pelo efeito estufa no setor agropecuário.

“No Tocantins o Plano ABC-TO foi implantado em 2011 e é uma política de Estado. Com os resultados alcançados, a capacitação tecnológica e a implantação das Unidades de Referência Tecnológica (URTs), em parceria com os produtores para consolidar o modelo e seu aprendizado, nos tornamos um referência”, detalhou Garcia. Ele reforçou que é preciso que todos os estados brasileiros coloquem em prática as tecnologias que o Plano traz para reduzir as queimadas, desmatamento e fazer um melhor uso do solo.

Outro passo fundamental para o sucesso do Plano ABC-TO foi a formação de grupo gestor diverso e bem representativo, com agentes de Estado, assistentes técnicos, instituições de ensino e setor produtivo. “No início o principal objetivo do plano era recuperar pastagens degradadas, mas o engajamento dos parceiros e os resultados positivos fizeram com que o leque se ampliasse para outras frentes – introdução dos programas Balde Cheio, Carne Carbono Neutro e o aumento da eficiência econômica dos sistemas”, disse ele.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
G&H CLEAN – SERVIÇOS DE LIMPEZA
PRESENÇA DIGITAL NOVEMBRO
Municípios
BANNER ANUNCIE AQUI 2
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
BANNER ANUNCIE AQUI
BANNER AVECOM