Quinta, 04 de Junho de 2020 14:44
63 98500-8112
Cidades CONTRATADA EM PALMAS

Cinthia Ribeiro contrata empresa que cobrou mais caro para exercer os serviços de coleta de lixo e limpeza urbana de Palmas

Empresa que cobrou R$ 1.381.596 a menos foi considerada inapta para realizar o trabalho na capital

21/05/2020 23h19 Atualizada há 2 semanas
580
Por: Redação Fonte: Redação / Agência Tocantins
Prefeita contrata empresa com valor maior apresentado em licitação causado prejuízo no contribuinte em mais de 1 milhão – Foto: Montagem/Alessandro Ferreira – Agência Tocantins
Prefeita contrata empresa com valor maior apresentado em licitação causado prejuízo no contribuinte em mais de 1 milhão – Foto: Montagem/Alessandro Ferreira – Agência Tocantins

Seguindo orientações judiciais, aconteceu nesta terça-feira (19), na Secretaria Municipal de infraestrutura e serviços públicos de Palmas, a sessão de julgamento das propostas de preço das empresas para contratação emergencial dos serviços de coleta de lixo e limpeza urbana.

De acordo com a certidão escrita pelo escrivão de polícia civil, após iniciada a abertura da sessão para análise documental e acompanhamento da contratação emergencial de empresa especializada em limpeza urbana, o presidente da sessão, Paulo Cezar Monteiro, informou que não abriria o envelope da empresa Valor Ambiental devido a mesma ter sido considerada inapta pela comissão de julgamento para análise documental.

Em seguida, o presidente abriu o envelope da empresa habilitada M construções e Serviços LTDA, averiguando que a sua proposta comercial correspondia ao valor total de R$ 19.367.028 pelo período de seis meses; a empresa foi considerada apta para prestar os serviços ao município.

Ouvindo a proposta do outro concorrente, o representante legal da empresa inabilitada, Valor Ambiental LTDA, informou que sua proposta era menor e mais vantajosa, e que a administração pública estaria optando por uma proposta superior que causaria danos milionários aos cofres públicos do município, porém, a sessão foi encerrada pelo presidente sem que o valor mais baixo solicitado pela empresa no envelope fosse averiguado.

Após o encerramento da sessão de julgamento e da ata, o Promotor de Justiça Adriano César determinou a abertura do envelope contendo o preço sugerido pela empresa Valor Ambiental LDTA, conferindo em sua proposta o valor de R$ 17.985.432 pela prestação de seis meses de serviço.

Ao final, a prefeitura de Palmas optou por contratar em caráter emergencial a empresa M construções e Serviços LTDA, que cobrou cerca de R$ 1.381.596 a mais para exercer o mesmo trabalho que a empresa Valor Ambiental estava disposta a realizar, porém cobrando um preço mais baixo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.