20°C 34°C
Palmas, TO
Publicidade

Após sofrer derrota na Câmara, Prefeita Cinthia Ribeiro exonera servidores indicados por Daniel Nascimento e Pedro Cardoso

Mais de 200 profissionais que haviam sido contratados através de indicações dos vereadores Pastor Daniel Nascimento e Pedro Cardoso, foram exonerados após a derrota no parlamento municipal.

07/07/2024 às 11h38 Atualizada em 07/07/2024 às 22h33
Por: Alessandro Ferreira Fonte: Redação / Agência Tocantins
Compartilhe:
Vereador Pastor Daniel Nascimento, Prefeita Cinthia Ribeiro e o vereador Pedro Cardoso – Foto: Montagem: Alessandro Ferreira / Agência Tocantins
Vereador Pastor Daniel Nascimento, Prefeita Cinthia Ribeiro e o vereador Pedro Cardoso – Foto: Montagem: Alessandro Ferreira / Agência Tocantins

Em Palmas pouco mais de 200 servidores contratados pela Prefeitura de Palmas foram exonerados na última sexta-feira, 05. A lista com os nomes dos profissionais foi publicada na edição 3.498 do Diário Oficial do Município (DOM). Entre os servidores exonerados, estão médicos, professores, técnicos de enfermagem, enfermeiros (as), Assistentes Administrativos, Assistentes Social, Fisioterapeutas, Nutricionistas, Odontólogos, Farmacêutico/Bioquímico, Psicólogo, Técnico em Laboratório de Análises Clínicas dentre outros de diversas áreas.

De acordo com informações apuradas com exclusividade pela reportagem da Agência Tocantins, todos os servidores que foram exonerados de maneira repentina pela gestão, eram indicações dos vereadores, Pastor Daniel Nascimento (Republicanos) e Pedro Cardoso (Republicanos) e foram encerrados em contratos em retaliação a derrota sofrida na Câmara municipal na votação do pedido de empréstimo de R$ R$ 663,7 milhões.

Vingança

Nos corredores e em alguns gabinetes de vereadores na Câmara de Palmas, o principal assunto que está em destaque é a exoneração dos profissionais que haviam sido indicados pelos dois parlamentares que não compareceram na sessão extraordinária convocada para votar o pedido de empréstimo enviado pela prefeita Cinthia Ribeiro.

Entenda o caso

Continua após a publicidade
Anúncio

A Câmara de Palmas reprovou na noite desta quinta-feira, 04, os quatro projetos de lei complementar de haviam sido enviados pela Prefeitura de Palmas para serem votados autorizando a contratar R$663,7 milhões em empréstimos.

Os projetos eram os seguintes:

PLC nº 1 - Empréstimo de R$ 40 milhões com o Banco do Brasil para a aquisição de ônibus escolares para transporte rural - apresentado em 18 de junho;

PLC nº 5 - Empréstimo de até R$ 300 milhões com a Caixa Econômica, dentro do Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (FINISA) para contratar de infraestrutura urbana, construção de equipamentos públicos e aquisição de equipamentos de tecnologia da informação - apresentado em 18 de junho;

PLC nº 4 - Empréstimo de R$ 132.675.000,00, junto à Caixa Econômica, dentro do Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (FINISA) para renovação da frota dos ônibus do transporte coletivo de Palmas - apresentado em 6 de junho;

PLC nº 3 - Empréstimo de R$191.108.000,00 com a Caixa Econômica, dentro do Programa Pró-Transporte do Ministério das Cidades (PAC2) para a renovação da frota de ônibus do transporte coletivo de Palmas - apresentado em 6 de junho.

LEIA TAMBÉM:

A votação ocorreu durante sessão extraordinária realizada na noite desta quinta-feira (4). Inconformada com a derrota, a prefeita Cinthia Ribeiro usou as redes sociais para desabafar e fazer críticas.

“Eleitores palmenses, fiquem de olho no posicionamento do seu vereador. Encaminhamos p/ Câmara 4 PL’s que resolverão definitivamente o problema do transporte escolar, transporte público urbano e os caríssimos aluguéis da prefeitura e da câmara. Vejam quem é a favor de Palmas”.

“Palmas foi vendida no crédito, no débito e na nota promissória. Vereadores comparsas e a serviço de uma quadrilha. Coação, ameaça e suborno. Uns devem a casa, outros a alma. Pisa é pouco, rolou até ameaça de morte. Não sei quem é pior: quem se vende, quem os compra ou quem foge”. Afirmou a chefe do executivo municipal.

Todos os resultados foram por 9 votos a 7. O presidente da Casa de Leis, Folha Filho (PSDB), fez questão de destacar que, se votasse, acompanharia o Paço, o que não mudaria o resultado. Pedro Cardoso (Republicanos) e Daniel Nascimento (Republicanos)  não compareceram. 

Em todas as votações, apesar da proposta, a votação nominal não foi aprovada, veja como votou cada vereador:

Vereadores negam pedidos de empréstimo feitos pela prefeitura de Palmas – Arte: Alessandro Ferreira / Agência Tocantins
Vereadores negam pedidos de empréstimo feitos pela prefeitura de Palmas – Arte: Alessandro Ferreira / Agência Tocantins

 

Nas redes sociais, centenas de internautas questionaram a exoneração em massa feita pela atual gestão. Segundo um dos internautas, a decisão da Prefeita Cinthia Ribeiro vai causar prejuízos a toda população, haja visto a crise que o povo já vem enfrentando há vários meses com falta de médicos nas UPAs e nas escolas do município sem professores. 

“Essa ação motivada por vingança da Prefeita só irá prejudicar o povo que vem sofrendo a muito tempo. Sem falar que trouxe prejuízos aos funcionários que foram pegos de surpresa no apagar das luzes com a notícia da exoneração”. Disse o internauta.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Palmas, TO
31°
Tempo limpo

Mín. 20° Máx. 34°

29° Sensação
4.63km/h Vento
27% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h31 Nascer do sol
06h07 Pôr do sol
Seg 36° 20°
Ter 37° 21°
Qua 37° 22°
Qui 37° 22°
Sex 38° 21°
Atualizado às 16h05
Economia
Dólar
R$ 5,60 +0,00%
Euro
R$ 6,10 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 402,800,22 +0,72%
Ibovespa
127,616,46 pts -0.03%
Publicidade